Jogando contra o POVO?

3 de setembro de 2018
Goiás Fomento – Apoio aos Empreendedores Goianos
22 de julho de 2018
Grupo responsável pelo projeto
Genialidade Brasileira
22 de julho de 2019

Qual é na verdade o papel do vereador?

Recentemente Novo Gama se viu envolto em uma polemica: _Qual é o verdadeiro papel de um vereador? Até onde seus atos podem ser benéficos ou prejudiciais a população?

A resposta parece óbvia: _Ao vereador cabe criar leis e fiscalizar o poder executivo, mas será que é apenas isso?

Antes de qualquer outra coisa, é importante entender que o modelo de governo instituído no Brasil para guiar os atos dos vereadores é a Democracia Representativa, desta forma, a população elege pelo poder do voto, os indivíduos que representarão seus anseios e interesses. Uma vez eleito, este indivíduo assume a responsabilidade de representar toda a população do município que o elegeu, não apenas dos que votaram nele e muito menos seus interesses pessoais.

Leia mais sobre Democracia Representativa


O Vereador e os três poderes

Um vereador eleito torna-se dono de enorme poder, e em conjunto com seus pares, formam um dos três poderes democráticos instituído pela nossa constituição, os outros são: O Executivo e o Judiciário. Cada poder possui autonomia, responsabilidades distintas e devem agir em harmonia, visando sempre o bem do povo.

E quando o vereador confunde o seu papel?

Infelizmente é muito comum isso acontecer, quando um vereador percebe a magnitude do poder que tem em mãos, pode facilmente decidir utilizar esse poder em benefício próprio, perseguindo adversários políticos, utilizando a imunidade parlamentar para subjugar seus pares e intimidando os que questionam seus atos.

Mas, porque tem uma foto do Vereador Christovam aqui?

Boa pergunta! O vereador em questão é o responsável pela polemica que mencionei anteriormente, polemica essa que me motivou a estudar um pouco mais sobre o papel de um vereador e escrever este artigo, não espero com isso mudar a opinião de ninguém, apenas apresentar os fatos de uma forma isenta e imparcial, tendo sempre como premissa o bem do povo.


Entenda o Caso

Os gestores de Novo Gama vem enfrentando uma árdua batalha para conseguir recapear e asfaltar a cidade, devido a ausência de algumas certidões, os recursos para esse fim ficam impossibilitados de chegar ao município, tendo em vista a necessidade iminente de atender aos anseios do povo em relação a infraestrutura urbana, a prefeitura conseguiu que a obra fosse licitada pelo governo do estado por intermédio da CODEGO (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás). Sendo assim, foi aberta uma licitação para definir qual empresa tocaria a obra.

Dessa forma, o dinheiro investido na obra não passaria pelos cofres da prefeitura, o governo do estado faria os repasses financeiros diretamente para a empresa ganhadora da licitação.

O Edital de concorrência pode ser visto neste link


Mas, o que o vereador tem haver com isso?

O vereador Christovam, fez uma denúncia ao MPGO (Ministério Público de Goiás), alegando possíveis fraudes no processo licitatório, segundo o vereador, no projeto apresentado pela prefeitura há fotos de ruas que já teriam sido recapeadas.


O que a prefeitura diz sobre o caso

Segundo o Secretário de Infraestrutura Urbana, Marinaldo Almeida, o projeto enviado a CODEGO é de Janeiro de 2017 e devido a necessidade iminente de atender aos pedidos da população, algumas da ruas contidas no projeto, foram recapeadas pela prefeitura com recursos próprios.


E o povo? Como fica nessa história?

Diante dos fatos, vamos apresentar nossas considerações finais, convidando você morador de Novo Gama a fazer um exercício de raciocínio e entender quem de fato está trabalhando pelo povo e quem está travando o desenvolvimento da nossa cidade.

Levando em consideração a premissa que deve nortear as ações de um vereador, a "Democracia Representativa", entendemos que em hipótese alguma o vereador deve tomar ações que causem prejuízo a população. Se foi identificado erro no projeto, o vereador possui os meios e a autoridade necessária para solicitar que o poder executivo corrija e faça os acertos necessários, caso o vereador Christovam tivesse optado por agir dessa forma, a licitação e as obras não teriam parado, centenas de moradores que sofrem com ruas esburacadas e não asfaltadas, estariam mais próximos de ver o asfalto chegando em suas portas.

É triste ver um homem com esse nível de poder usa-lo com tanta irresponsabilidade, a atitude de representar contra a prefeitura neste caso é desleal e traz prejuízo ao povo, usar isso de forma politiqueira é sem dúvida imoral, fica claro e notório a intenção de atacar e desgastar o executivo, que mesmo com tantas dificuldades tem tentado fazer um bom trabalho para a população de Novo Gama.

Clique no link abaixo para ver o relatório fotográfico e saber se a sua rua é uma das que seriam contempladas e não vai mais devido a atitude irresponsável do vereador.

Clique aqui para ver o Relatório Fotográfico


2 Comentários

  1. Artigo com muitas possibilidades de que o leitor venha refletir o quão importante é ter um representante que realmente não esteja com o pensamento em lucrar de alguma forma para si, mas que venha a usar suas competências para o bem do povo!

  2. Cícero Azevedo de Araújo disse:

    Do jeito que o Vereador expois tá certo cobrar duas vezes pelo mesmo serviço é roubo